sábado, 14 de maio de 2011

Godsend¹

Num pequeno coração
em veludo vermelho
me veio um tesouro.

Não era ouro, nem prata
mas preciso e cobiçado
como se o fosse.

Na simplicidade do objeto
que reproduzia algo indestrutível
como diamante de verdade.

Nesse pequeno coração
me veio um amor
forte e generoso.

Na imensidão de significados
do objeto, o principal:
a aliança.

No elo que se criou
uma amizade preciosa de
sorrisos que não se vêem.

Nos dias e noites
as horas passadas juntas
e separadas.

Na distância geográfica
a sensação de proximidade
que não precisa de explicação.

No coração vermelho
o objeto que simboliza
um elo, precioso e raro.

Na minha vida um tesouro
que guardarei a sete chaves
o Meu Bem mais valioso.

Na nossa amizade
o seu carinho e amor
você, Meu Bem mais precioso.

¹Godsend, do inglês "Dádiva do céu".

3 comentários:

Alisson da Hora disse...

Perfeito!

sem mais. =)

Fernanda Schimanski disse...

Fonte de inspiração sólida, sincera.

This is the secret. ;)

DanDi disse...

Um belo poema sobre amor e amizade. Parabéns, Fê.

;)