domingo, 13 de junho de 2010

Estúpido Cupido

Sentidos e sentimentos todos voltados para ti
Evoco anjos, deuses para te trazerem à mim
Incontáveis flechas encantadas foram lançadas
Mas nenhuma penetra-lhe o coração
Arco e flecha em punho já em desespero
Aponto para ti e lanço a última flecha
Tu esquivas, astuto em esconder
O objeto de teus afetos.

2 comentários:

Gil disse...

O objeto dos afetos foge dos dardos como quem exorcisa o perigo, sem saber que a vida clama por ser atingida, atingida por uma flecha bem aguda, com a precisão de um desejo escancarado.

Ponto de Vista disse...

ah esse cupido...o que pensa ele? estará econimizando flechas, só usa uma de cada vez?